• Ricardo Rochman

Outra medida...e a bolsa continua sobreavaliada

O Prof. Robert Shiller desenvolveu décadas atrás uma medida (ou múltiplo) chamada Cyclically-Adjusted Price-to-Earnings Ratio, ou simplesmente CAPE Ratio, com intuito de avaliar como está a valorização do mercado. O CAPE permitiu ao Prof. Shiller identificar, por exemplo, a bolha da internet que estourou em março de 2000.


Conhecida como Shiller P/E ou PE 10 Ratio, a medida pega o preço da ação e o divide pela média do lucro por ação ajustado pela inflação nos últimos 10 anos. A ideia é ter uma medida de longo prazo livre dos impactos dos ciclos econômicos, por isso uma prazo de 10 anos e ajuste pela inflação.


Ao contrário do banco de dados do Prof. Shiller que inicia em 1871 e segue até os dias atuais (disponível em http://www.econ.yale.edu/~shiller/data.htm), construí um CAPE para todas ações listadas na B3 com os dados a partir do Plano Real (junho de 1994), pois é o período de início da estabilidade econômica e da volta dos IPOs a partir de 2004. Por ter um período amostral menor, ao invés de trabalhar com horizonte de 10 anos usei o prazo de 5 anos (60 meses), e como índice de inflação considerei o IPCA.


O gráfico a seguir mostra a evolução do CAPE BR 60 meses ponderado pelo valor de mercado (que chamarei de forma abreviada CAPE BR 60m), para evitar distorções de empresas de porte pequeno mas com grande múltiplos.



A média histórica do CAPE BR 60m é 18,05 enquanto a média no mesmo período do CAPE de Shiller é 26,60 (múltiplos de empresas dos Estados Unidos costumam ser maiores do que das brasileiras por terem menor risco). No gráfico acima indiquei a média histórica e 1 e 2 desvios-padrão do CAPE BR 60m em relação a média.


É interessante notar que as ações da B3 já estavam bem acima da média, até acima de 2 desvios-padrão em relação a média, no final de 2019, ou seja, a bolsa brasileira já estava sobreavaliada desde 2019. A pandemia fez uma correção em março de 2020 alcançando a média histórica voltando a subir em seguida.


No patamar atual as ações da B3 continuam sobreavaliadas segundo o CAPE BR 60m, o que não é resultado de se estranhar, pois vivenciamos uma recessão no país, os resultados das empresas está ruim, bem como os indicadores econômicos.


Os fundamentos econômico-financeiros aparentemente estão sendo ignorados pelo mercado, como já havia comentado no post https://www.incredulofinanceiro.com/post/a-bolsa-está-cara-ou-barata




#bolsadevalores #CAPE #acoes #investimentos


207 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo