top of page
  • Foto do escritorRicardo Rochman

Carteira de Fundos de Fundos faz sentido?

Vou compartilhar com vocês alguns resultados da pesquisa sobre fundos-de-fundos ou fund-of-funds (FOFs).


Construímos índices de FOFs para encontrar estratégias simples de construção de carteiras de FOFs que obtenham retorno superior a uma alternativa passiva e barata, e na pesquisa escolhemos o ETF BOVA11 (o mais antigo, mais líquido e de maior volume financeiro no período amostral de 2014 a 2023, 10 anos).

 

Primeiramente, foi criado um índice que compreende todos os FOFs disponíveis no momento em estudo, mas isto dificulta a construção e gestão de uma carteira de FOFs por investidores ou gestoras de recursos. Então adotamos a quantidade de 10 FOFs para construção de índices, que foi encontrada a partir dos dados observados na amostra de 307 FOFs, sendo que o valor 10 é em média a quantidade mais comum de fundos que um FOF faz as alocações dos seus recursos.

 

Então foram criados 3 índices com dois sistemas de ponderação distintos, ponderação igual e pelo valor de mercado (pelo patrimônio líquido do FOF). Os índices ponderados igualmente (EW ou equal-weighted) obtiveram taxa de retorno de 5% a 18% inferior a dos índices ponderados pelo valor de mercado (VW ou value-weighted), por isso deixamos de lado os índices EW. Os índices comparados com o BOVA11 foram:

 

1.     FOFs índice VW: composto por todos os FOFs da amostra ponderados pelo valor dos seus respectivos patrimônio líquido (PL), e com rebalanceamento mensal;

2.     FOFs índice 10VW: composto pelos 10 maiores FOFs da amostra por PL, ponderados pelo valor dos seus respectivos PL, e com rebalanceamento mensal;

3.     FOFs índice 10CapVW3m: composto pelos 10 maiores FOFs da amostra por captação acumulada nos 3 meses anteriores ao mês atual, ponderados pelo valor dos seus respectivos PL, e com rebalanceamento mensal.

 

O FOFs índice 10CapVW3m não somente obteve o melhor desempenho (veja no gráfico) em relação aos demais, mas também sua construção permite replicação no mercado por usar dados de períodos anteriores para seleção dos fundos que comporão o índice no mês corrente, e por estarem captando recursos. A taxa de retorno anualizada do índice 10CapVW3m, dentro do período de 2014 até 2023, foi 11,74% ao ano (203% em 10 anos), enquanto o BOVA11 foi 10,19% ao ano (164% em 10 anos) e a taxa DI 9,40% ao ano (145% em 10 anos).

 




O índice 10CapVW3m também conseguiu o maior índice de Sharpe (relação retorno/risco) 0,1051, dentre as alternativas de índice e o BOVA11 (0,0274). O efeito de diversificação se faz notar nos índices de FOFs, com risco pelo menos 23% inferior ao BOVA11. E é importante lembrar que os retornos são após custos, então as taxas de administração e performance já foram consideradas neles.


Quanto a habilidade de market timing, os resultados tanto para o FOFs indíce 10CapVW3m quanto o BOVA11 foram similares, nenhum dos dois possuem habilidade de antecipar os movimentos do mercado acionário.


Em resumo, os resultados mostram que uma carteira de FOFs faz sentido.


79 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page