• Ricardo Rochman

Fundos DI x Poupança: ado-a-ado, cada um no seu quadrado

Durante muito tempo os fundos DI foram um investimento fácil, líquido, de alta rentabilidade e baixíssimo risco, devido a política monetária do governo que mantinha elevada a taxa de juros SELIC.

No período de janeiro de 1998 a junho de 2020 a média das taxas DI (o que chamamos taxa do CDI na verdade deveria ser chamado de taxa DI) foi aproximadamente 14,1% ao ano, e atingiu um valor máximo de 44,3% ao ano em 1999. Por isso, até final de 2017 investir em fundos DI era maravilhoso, e indicar investimentos para os amigos era moleza (era colocar no DI e esquecer). O gráfico a seguir mostra a evolução da taxa DI de janeiro de 1998 a final de junho de 2020, elaborado a partir de dados da B3 (http://www.b3.com.br/pt_br/market-data-e-indices/indices/indices-de-segmentos-e-setoriais/serie-historica-do-di.htm).



No entanto, a partir do final de 2017 a taxa DI ficou abaixo de 7% ao ano, a aprovação da reforma da previdência contribuiu para queda da taxa, e devido a pandemia, que gerou esforço do governo para estimular a economia, a taxa SELIC que já vinha caindo finalmente atingiu a faixa de 2% ao ano. Isso derrubou a rentabilidade dos fundos DI enormemente, e o investimento fácil passou a ser um incômodo na carteira de muitos investidores, principalmente quando alguns compararam com a poupança.

Considerando o primeiro semestre de 2020, um investimento que rendeu 100% da taxa DI remunerou 1,75% ao investidor (sem retirar o imposto de renda). No mesmo período a nova poupança (que iniciou em 2012) rendeu 1,20%, já o retorno médio de 411 fundos DI não-exclusivos que selecionamos foi de 1,15%, e o retorno médio dos fundos DI com mais de 5000 cotistas e direcionados ao público em geral (“varejão”) foi de 1,04%.


Lembro que na rentabilidade da poupança não incide imposto de renda nem IOF, no caso dos fundos DI sobre a rentabilidade incide IOF (se o resgate for antes dos primeiros 30 dias da aplicação) e também incide o imposto de renda dependendo do prazo, ou seja, da taxa de 1,15% e 1,04% que mencionamos ainda é preciso descontar o imposto de renda.

Então devo mover o dinheiro do fundo DI para a poupança? A resposta é NÃO. Apesar de não ter imposto de renda, a poupança tem aniversário, ou seja, se você resgatar o dinheiro da poupança fora da data de aniversário então perderá o rendimento do mês. No caso do fundo DI você ainda recebe o rendimento, que é acumulado diariamente. O que você deve fazer é primeiramente identificar quanto dos seus investimentos é de fato para cumprir compromissos de curtíssimo/curto prazo, e para eles procurar fundos DI com taxas de administração inferiores a 0,5% ao ano.


A tendência é de aumento das taxas de juros para os próximos anos com o fim da pandemia, e os fundos DI automaticamente capturarão os aumentos que virão. O restante dos investimentos poderá ser realocado para outras opções que fornecem a remuneração desejada para atingir seus objetivos pessoais e profissionais, e a taxa de juros da poupança é muito inferior a alternativas como, por exemplo, fundos de renda fixa e multimercados de baixo risco.


De fato, no passado vivíamos uma situação anormal, pois a taxa de juros do governo era muito elevada para financiar a dívida e a sua operação de baixa eficiência, que desviava recursos dos investidores que deveriam ser destinados a empresas e crescimento do país. Agora a mudança da situação está fazendo com que cada investimento realmente ache o seu verdadeiro lugar (ou seu quadrado).


Os fundos DI desde o seu início deveriam ser usados opções de investimento de curtíssimo/curto prazo similares aos produtos de money market disponíveis nos Estados Unidos, que rendem "jurinhos" com baixo risco e alta liquidez, que não é função da poupança. Aliás, no mundo atual que tornou investimentos mais inclusivos e acessíveis a população, e existem instrumentos mais modernos para financiar o setor imobiliário, a poupança deveria ser extinguida.


O site do Banco Central disponibiliza uma calculadora de rendimento de aplicações em taxa DI, poupança e índices de inflação: https://www3.bcb.gov.br/CALCIDADAO/publico/exibirFormCorrecaoValores.do?method=exibirFormCorrecaoValores


Para os nostálgicos segue o link do vídeo da música do quadrado: https://www.youtube.com/watch?v=BN3qP1L-aHM



#fundos #taxaDI #CDI #poupanca


23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo