• Ricardo Rochman

Características do IPO para ficar atento antes de investir

Fizemos um estudo para identificar as características principais do desempenho das ações das empresas que fazem a abertura de capital (IPO), com base nas 177 operações realizadas de 2004 até março de 2020.


Para simplificar, existem 2 investidores de IPO: (1) os "flipadores" ou flippers que entram para ganhar dinheiro no primeiro dia (investidores[?] de curtíssimo prazo), e (2) os investidores de longo prazo. O estudo verificou as características que cada um desses 2 tipos de investidores devem se atentar em busca de uma maior rentabilidade.


Para os flipadores o desempenho foi medido pelo retorno da ação no seu primeiro dia de negociação, e para os investidores de longo prazo foi considerada como medida desempenho o retorno anualizado acima do IBOVESPA do início do IPO até a data mais recente.


A tabela a seguir apresenta os resultados mais significativos (até 10% de significância) das regressões (usando a correção de Newey-West), usando dados coletados do sistema Economática e da B3, por meio de código desenvolvido no aplicativo R Studio. Quanto mais escura for a cor verde mais significativa é a característica no desempenho da ação. E "positivo" ou "negativo" significa o tipo de efeito causado no retorno da ação.



Interessante notar que as características importantes para o desempenho dos investidores de curto prazo não coincidem integralmente com as relevantes para os de longo prazo. Para os Flipadores o período do IPO é importante, pois quando o mercado está "mais comprador" o preço no primeiro dia tende a ser maior do que na época da reserva de ações (Bookbuilding). Já para investidores de longo não se importam com a época da realização do IPO, até por serem de perfil de longo prazo.


O desempenho de primeiro dia tende a ser pior se a oferta for predominantemente primária, ou seja, novas ações sendo emitidas. O preço da ação no IPO tem efeitos diferentes dependendo do investidor, os investidores de longo prazo aparentemente preferem IPOs com preço menor (talvez em busca de maior liquidez no futuro), já os Flipadores tem visão contrária. O desempenho de longo prazo também é maior para empresas com maior free float, fator que facilita por exemplo processos de fusões e aquisições, bem como maior influência dos investidores nas decisões das empresas.


Algo que é comum aos 2 perfis de investidores é o Setor de Atividade, certos setores tem se destacado no desempenho tanto de curtíssimo como de longo prazo e esses são: Aluguel de Carros, Educação, Imobiliários: Construção e Negócios, Imóveis: Exploração, Logística, Serv. Méd. Hospit., Análises e Diagnósticos, Tecnologia. Aliás saúde e teconologia são destaques também no índice S&P500, como discutimos no post sobre a composição do IBOVESPA.


Outras características também foram testadas mas não foram significativas, por isso as da tabela acima são as que o investidor deve focar.


Se você já vestiu a sua carapuça de investidor (Flipador ou Longo prazo) com os dados acima já sabe identificar quais características influenciam o desempenho das ações de IPO.


#investimentos #IPO #acoes #mercadocapitais



158 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo